Eu fui ao mar à laranja

Eu fui ao mar à laranja
Às quatro da madrugada
Para dar ao meu amor,
Ó Rosa,
Numa manhã de geada.

Numa manhã de geada,
Numa manhã de calor,
Eu fui ao mar à laranja
Para dar ao meu amor.

Fonte com pauta
(in Estudos sobre o cante alentejano de António Marvão (1997) p.148 e 151. acessível on line em pdf aqui)
Anúncios