Do convés do meu navio

Do convés do meu navio
Vi minha dama à janela,
Eu vi-a tão bonitinha
Que de nado fui a ela.

CPP-JLV (265)