Pus-me a escrever na areia

Pus-me a escrever na areia
O meu tinteiro era o mar,
As ondas vinham brincando,
Para o teu nome apagar.

CPP-JLV (I- )

Pus-me a fazer na areia
O retrato do meu bem;
Escrevi, apaguei logo,
Com medo que viesse alguém.

CPP-JLV (I-394)

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s